Naná Aragão fala um pouco sobre o Orion Play II.

07/07/2014

A Letícia Carvalho, marketing do Grupo Multialloy, fez uma entrevista super bacana com o batera Naná Aragão batera do Alma Djem e Coordenador do Bateras Beat!
Veja a opinião desse batera sobre o Day Orion Play!

 

 

Letícia: Qual seu sentimento no dia do evento?
Naná Aragão: Em primeiro lugar foi uma honra participar desse evento. Já conheço a Orion há 12 anos, acompanhei o crescimento da empresa desde o começo praticamente e é uma grande felicidade fazer parte dessa história. Em segundo lugar, o aprendizado de estar com todos os músicos trocando experiências foi muito gratificante.

 

Letícia: Você ficou nervoso no dia do evento?
Naná Aragão: Fiquei extremamente nervoso, inclusive no vídeo tem um pequeno erro de execução, mas eu achei importante deixá-lo justamente para que as pessoas pudessem ver que o erro é normal, acontece. Foi a minha primeira grande exposição pela marca, é uma exposição diferente de um workshop, com certeza foi um dos momentos mais nervosos da minha vida.

 

Letícia: Você se preparou de forma diferente para esse evento?
Naná Aragão: Não, me preparei bastante, mas nada diferente do que costumo fazer. O objetivo era ser eu mesmo, mostrar como eu sou no dia-a-dia. Me preparei o máximo que pude.

 

Letícia: Você já tinha essas músicas na cabeça para usar no Orion Play?
Naná Aragão: Já tinha essas trilhas. Já conhecia as músicas e já as tocava. Tentei fugir um pouco do rock, que é minha escola primária. Quis somar trazendo algo diferente, foi um desafio tocar algo diferente do rock. Um pouco de música brasileira, funk e fusion.

 

Letícia: Depois de tantas experiências vividas, por que o Orion Play te emociona?
Naná Aragão:
 A maior emoção é o prazer de ver a Orion chegar onde chegou, a evolução ao longo dos anos. É muito gratificante ver o profissionalismo e o carinho com que os endorses são tratados. A Orion busca ter músicos de alto calibre no casting e eu me sinto muito feliz e satisfeito em poder fazer parte disso tudo.

 

Letícia: Deixe um recado para um batera que esteja começando a carreira.
Naná Aragão: A primeira coisa é se livrar de qualquer preconceito. Com o resultado dos vídeos do evento pude notar a surpresa das pessoas em relação à qualidade dos pratos da Orion.

Por isso digo que quem está começando tem que estar de coração aberto, conhecer de tudo um pouco, experimentar muito, para depois poder criar um conceito, tanto em relação ao estilo musical, como também sobre os equipamentos utilizados. Apenas rompendo todos os preconceitos pode-se alcançar uma evolução musical ampla e sólida.

 

Letícia: Recado final?
Naná Aragão: Quero agradecer mais uma vez pela oportunidade de participar do Orion Play, o evento foi maravilhoso. E o retorno já está vindo com os vídeos, todos realmente surpresos com a qualidade dos pratos Orion Cymbals. Só posso agradecer por fazer parte disso.

Veja esse fera em ação!