fbpx
alessandro-kelvin-orioncymbals

ALESSANDRO KELVIN

Nasci em Bragança Paulista, interior de São Paulo. Me apaixonei por bateria aos os 8 anos de idade após ter sido levado a um show por minha mãe. Então, comecei a tocar em tudo o que via pela frente como sofás, cama e chão com pedaços de madeira que simulavam baquetas. Assim, surgindo o real interesse em me tornar um baterista de verdade. Sempre ouvindo e acompanhando bandas de HardRock dos anos 80’ tive muita referência do estilo da época no meu desenvolvimento técnico e musical.

 Por ter uma condição financeira baixa na época, sem poder comprar um par de baquetas e muito menos fazer aulas ou ter um instrumento, dediquei-me aos estudos por conta própria e aos 13 anos com a ajuda da internet comecei a estudar utilizando vídeo aulas e ali peguei gosto pelo estilo que vivo hoje. Heavy Metal.

Aos 15 anos toquei pela primeira vez num conjunto na escola em um festival de talentos e a partir dali, nunca mais quis mais nada na minha vida além de tocar bateria. Desde então tenho me dedicado aos tambores estudando todos os dias por conta própria com o pouco que assistia das aulas criando minha própria maneira de praticar, criando exercícios que me tirassem da zona de conforto e me fizessem evoluir a técnica e coordenação.

Sou autodidata e atual baterista das bandas Perc3ption e Avantasia Tributo Brasil. Faço parte também de diversos projetos do Brasil e do mundo, incluindo ‘’Danielsen’’ do músico norueguês Marius Danielsen. Gravei também o primeiro álbum solo de sua sua esposa, Anniken Danielsen e diversos singles para bandas e projetos do país.

Com todos esses mais de 12 anos de bateria fiz e faço gravações para bandas do Brasil inteiro e já gravei para nomes como Sefirot, Ágathos Fiory, Lacryma e Yuri Fulone tendo assim mais de 10 álbuns gravados e diversos singles.

Ministro aulas e já fiz mais de 50 workshops por toda região do circuito das águas e São Paulo, também sou professor de bateria na cidade onde moro há mais de 7 anos, ensinando assim mais de 200 alunos a tocar bateria.

MEU PRATO

Usei Orion desde o começo da minha trajetória. Meu primeiro kit foi um Orion Solo Pro e me apaixonei de primeira mão. Fã de detalhes, sempre utilizando cúpula e dando atenção ao ping e timbre de cada prato, sempre tive a percepção que os pratos da Orion tinham um som único e para o metal isso fazia muita diferença! Por essas qualidades de definição e som, escolhi a Solo Pro 10 onde encontro o peso necessário quando preciso e a leveza de um ataque suave e macio quando quero um som tranquilo.

Nos palcos, no estúdio, ao ar livre ou fechado esses pratos me satisfazem por completo.

MEU SETUP

Power Crash 16″- Solo Pro 10 
Power Crash  18″- Solo Pro 10 
Medium Crash – 16″- Solo Pro 10 
Medium Crash – 18″- Solo Pro 10 
China Type – 16″- Solo Pro 10 
China Type – 18″- Solo Pro 10 
Splash – 10″- Solo Pro 10 
Splash – 12″- Solo Pro 10 
RIDE – 20″- Solo Pro 10  
Hit Hat – 13″ – Solo Pro 10 
Hit Hat – 14″ – Solo Pro 10  

Fechar Menu